Home

Faculdade

Palavra do Presidente

Estatuto da CGMADB

 Mesa Diretora

Secretaria

                                                                    

PALAVRA DO PRESIDENTE DA CONVENÇÃO - CGMADB  

                                                                                     PRESIDENTE

Rv. Francisco Pinto da Silva  

                                                      Pós Doutorado em Teologia

     

VATICANO, UMA CIDADE E UM PAIS.

Ficheiro:St Peter's Square, Vatican City - April 2007.jpg

 

 

Página Inicial >> Seitas e Religiões 
ÀREA DO ESTADO DO VATICANO 440.000M2 OU 9.9 ALQUEIRES ÁREA MINEIRO, EQUIVALENTE A UM SÍTIO; CONSIDERADO UM PAIS, SOBERANO  COM LEGISLAÇÃO PROPRIA, CERCA DE 1000 HABITANTES, É O MENOR PAIS DO MUNDO, REFÚGIO DE CRIMINOSOS COMO A PEDOFILIA O GENOCÍDIO DA INQUIZIÇÃO E DO NAZISMO.

A CONVENÇÃO GERAL DE MINISTROS DAS ASSEMBLÉIAS DE DEUS DO BRASIL, “CGMADB” - Informa a todas as Igrejas Evangélicas e ao povo de Deus sobre as Leis que Tramitam em Brasília.

 

O QUE VAMOS MOSTRAR TEM O DEDO DO VATICANO, DO ESPIRITISMO

E DO MUNDO GAY, E SÓ A ELES INTEREÇAM ESTAS LEIS!

 E disse Jesus: 'Mas olhai por vós mesmos, porque vos entregarão aos concílios e às sinagogas; e sereis açoitados, e sereis apresentados perante presidentes e reis, por amor de mim, para lhes servir de testemunho. E sereis odiados por todos por amor do meu nome; mas quem perseverar até ao fim, esse será salvo. '  - (Marcos 13:9 e 13) 

Fica proibido fazer:

  · Cultos ou evangelismo na rua (Reforma Constitucional) 
   P·rogramas evangélicos na televisão por mais de uma hora por dia. 
   P·rograma de rádio ou televisão, quem não possuir faculdade de 'jornalismo'. 
   P·regar sobre dízimos e ofertas, havendo reclamações, obreiros serão presos. 
 
Quanto aos cultos:
   
·Cultos somente com portas fechadas (Reforma Constitucional)
 
   ·As igrejas serão obrigadas a pagarem impostos sobre dízimos, ofertas e contribuições. 
   ·Será considerado crime pregar sobre espiritismo, feitiçaria e idolatria, e também veicular mensagem no rádio, televisão, jornais e internet, sobre essas práticas contrárias a Palavra de Deus. 
   Pastores que forem presos por pregar sobre práticas condenadas pela Bíblia Sagrada (homossexualismo, idolatria e espiritismo), não terão direito a se defender por meio de ação judicial.·  “Será uma nova Inquisição e um desafio a setenta (70) milhões de Cristãos?”.
 
Se estabeleça:
   O
·
 dia do “Orgulho Gay” e que seja oficializado em todas as cidades brasileiras e comemorado nas Instituições de Ensino Fundamental (primeira a 8.a série), público e particular. “O que eles chamam de Orgulho Gay, os Evangélicos e cidadãos de bem, chamam de Vergonha Gay”.
 ·Que as Igrejas que se negarem a realização das solenidades dos casamentos de homem com homem e de mulher com mulher, estarão fazendo “discriminação”, seja multadas e seus pastores processados criminalmente por descriminação e desobediência civil.
 
 
Projeto nº 4.720/03 - Altera a legislação constitucional
 
Projeto nº 3.331/04 – Altera o artigo 12 da Lei nº 9.250/95, que trata da legislação do imposto de renda das 'pessoas físicas'
Se convertidos em Lei, os dois projetos obrigariam as igrejas a recolherem impostos sobre dízimos, ofertas e contribuições. 

 

 

A ANTIGA SERPENTE QUE SE LEVANTOU  NO ÉDEN ESTÁ FURIOSA, MAS AS PORTAS DO INFERNO NÃO PREVALESERÃO CONTRA A IGREJA DE DEUS. 

 

Rv. Francisco  Silva.

 

LULA NAS MÃOS DO 666

Às escondidas, Lula assina acordo com Estado do Vaticano sobre ensino religioso

QUA, 12 DE NOVEMBRO DE 2008 12:39 ADMINISTRADOR

E-mailImprimirPDF

Um retrocesso na luta histórica pelo Estado Laico no Brasil. Lula deve fechar acordo com o Papa Bento XVI para implementar o ensino religioso nas escolas públicas brasileiras. Escute a entrevista de Heródoto Barbero com com Roseli Fischmann, professora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo 
Na Constituição do Brasil está claro que o Estado não pode promover qualquer tipo de crença. A investida da Igreja Católica sobre o governo brasileiro, aproveitando-se do credo do presidente da República e de seus assessores é uma afronta às demais religiões e ao Estado Laico. 

A forma em que igrejas de caráter fundamentalista atuam sobre os Estados é, geralmente, para instrumentalizá-los em favor de sua ideologia, afastando as demais igrejas e credos e fazendo com que a sociedade, mesmo aquelas pessoas que não acreditam nos mesmos princípios religiosos, tenham que seguir o comportamento determinado pelos chefes das igrejas. Isso aconteceu recentemente com os talibãs, no Afeganistão, e ocorre nos países dominados pela igreja católica romana, que proibia o divórcio (hoje continua proibindo mas não faz alarde) e agora quer proibir as mulheres de terem acesso aos direitos sexuais e reprodutivos e ao direito ao se próprio corpo. Além disso, geralmente as religiões afro-brasileiras são discriminadas nessa subordinação do Estado à idéia de que o ensino religioso é um direito da igreja católica.

As pessoas devem ter direito a ter sua própria religião. Mas isso não pode significar a dominância de uma religião sobre as outras e até sobre o direito a não ter religião alguma. É um afronta ao estado de direito que uma religião receba recursos públicos para fazer sua propaganda. Religião é um direito que se exerce individualmente ou nos espaços que as pessoas criarm para isso, espaços privados, como igrejas, templos, sinagogas, terreiros, casas.


Saiba mais sobre Estado Laico em:

1.               Brasil: Estado laico e a inconstitucionalidade da existência de símbolos religiosos em prédios públicos

2.              Democracia se faz com Estado laico e Justiça Social

3.              Estado Laico, Fundamentalismo e a busca da verdade

Mais em:

·                                 Anis – Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero - Brasil
www.anis.org.br

·                                 Centro Latino-Americano em Sexualidade e Direitos Humanos - Brasil
www.clam.org.br

·                                 Comissão de Cidadania e Reprodução - Brasil
www.ccr.org.br

·                                 Campanha Brasil para Todos - Brasil
www.brasilparatodos.org

·                                 Associação Cívica República e Laicidade - Portugal
www.laicidade.org

·                                 Red Iberoamericana por las Libertades Laicas (texto em espanhol)
Rede Iberoamericana pelas Liberdades Laicas - México
www.libertadeslaicas.org.mx

·                                 Instituto Laico de Estudios Contemporaneos (texto em espanhol)
Instituto Laico de Estudos Contemporâneos - Chile
www.laicismo.net

·                                 Europa Laica (texto em espanhol) - Espanha
www.europalaica.com

·                                 Fundación Educativa y Asistencial Cives (texto em espanhol)
Fundação Educacional e Assistencial Cives - Espanha
www.fundacioncives.org

·                                 Mouvement Europe et Laïcité (texto em francês, português e outras línguas)
Movimento Europa e Laicidade - França
www.europe-et-laicite.org

·                                 Union des Familles Laïques (texto em francês)
União das Famílias Laicas - França
www.ufal29.infini.fr

·                                 Centre Interdisciplinaire d´études des religions et de la laïcité (texto em francês) 
Centro Interdisciplinar de Estudos das Religiões e da Laicidade - Bélgica
www.ulb.ac.be/philo/cierl/

·                                 Centre d´action laïque (texto em francês)
Centro de ação laica - Bélgica
www.laicite.be

·                                 Site documentation sur la laïcité et de la libre pensée (texto em francês)
Página de documentação sobre a laicidade e o livre-pensamento - Bélgica
www.laicite.org

·                                 Islam & Laïcité (texto em francês)
Islã e Laicidade - França
www.islamlaicite.org

·                                 AIME - d´Ailleurs ou d´Ici Mais Ensemble (em francês, inglês e árabe)
AIME (ame) – De fora ou daqui mas juntos - França e Tunísia
www.assoaime.net

·                                 Association suisse pour la laïcité (texto em francês, italiano e alemão)
Associação Suíça pela Laicidade - Suíça
www.laicite.ch

·                                 ItaliaLaica – Giornale dei laici italiani (texto em italiano)
Itália Laica – Jornal dos italianos laicos - Itália
www.italialaica.it

·                                 Comitato Torinese per la Laicità della Scuola (texto em italiano)
Comitê Turinense pela Laicidade da Escola - Itália
www.arpnet.it/laisc/

·                                 Comitato di Firenze per la Scuola della Repubblica (texto em italiano)
Comitê Florentino pela Escola da República - Itália
www.perlascuolapubblica.com

·                                 Comitato Bolognese Scuola e Costituzione (texto em italiano)
Comitê Bolonhês Escola e Constituição - Itália
www.comune.bologna.it/iperbole/coscost

·                                 Mouvement laïque québécquois (texto em francês e inglês)
Movimento laico quebequense - Canadá
www.mlq.qc.ca

·                                 American Civil Liberties Union (texto em inglês)
União Americana pelas Liberdades Civis - Estados Unidos
www.aclu.org

·                                 Americans United for Separation of Church and State (texto em inglês)
Americanos Unidos pela Separação entre Igreja e Estado - Estados Unidos
www.au.org

·                                 Secular Student Alliance (texto em inglês) 
Aliança dos Estudantes Laicos - Estados Unidos
www.secularstudents.org

·                                 National Secular Society (texto em inglês)
Sociedade Laica Nacional - Grã-Bretanha
www.secularism.org.uk

Veja, também, textos disponíveis na internet.

EL PAIS CON MAS CATOLICOS EN EL MUNDO

Lula pacta con el Vaticano la enseñanza de religión en las escuelas de Brasil

Llega hoy a Roma para la firma del convenio. Involucra a las escuelas públicas.

Por:  Julio Algañaraz

ENERGICO. EL PAPA EN UN ACTO EN EL VATICANO. EL JUEVES LO VISITA LULA.

Lula Da Silva, el presidente de Brasil llega hoy a Roma par firmar el jueves un acuerdo global para regular las relaciones de ese país con el Vaticano. El convenio incluirá abrir el tema religioso, en forma pluralista, a la enseñanza religiosa en las escuelas públicas del gigantesco país sudamericano . 

El jueves el presidente brasileño será recibido por primera en una audiencia por el Papa Benedicto XVI. En el Vaticano exhultan por la firma del acuerdo-marco, como un modelo a proponer a las otras naciones. 

Lula y Benedicto XVI se verán 18 meses después de la visita que hizo a San Pablo y al santuario de Aparecida el actual pontífice. Clarín, que estuvo presente en aquella gira apostólica, recuerda que entonces la diplomacia vaticana "apretaba" para conseguir el acuerdo de un estatuto de la Iglesia en Brasil, el país con más católicos del mundo. 

Con 190 millones de habitantes, el catolicismo pierde un 1% de feligreses al año en Brasil, que se pasan a los cultos evangélicos que la Iglesia llama con una punta de desprecio y temor "sectas". En veinte años, el número de fieles al Papa de Roma bajó del 91 al 71% de la población, como reconoce la misma Iglesia, pero otras fuentes sostienen que el panorama es aún más deprimente para la iglesia.

No se conocen en detalle los términos del acuerdo que firmarán el canciller brasileño Celso Amorim y el secretario de Relaciones con los Estados del Vaticano, el arzobispo de origen francés Dominique Mamberti, que estuvo hace unos meses en Buenos Aires.

Una fuente dijo a Clarín que en el texto del documento hay continuas referencias a que la realización de los acuerdos sea compatible con la legislación brasileña. Se incluyen la libertad religiosa, la no discriminación por razones de credo, la enseñanza religiosa en las escuelas y el status financiero de la Iglesia católica en Brasil.

El Papa y Lula abordarán también otras cuestiones, como la actual crisis económica global, el hambre entre las naciones más pobres, la lucha por el desarrollo en las naciones pobres y los movimientos migratorios, que son cada día más grandes y traumáticos.

Benedicto XVI tiene un especial interés en escuchar a Lula, que está considerado un gran protagonista de la escena mundial, y que tras su encuentro con el Papa viajará a Washington para la reunión de jefes de Estado y de gobierno del Grupo de los Veinte.

Lula se reunirá con las principales autoridades institucionales italianas, pero los encuentros más importantes serán con el primer ministro Silvio Berlusconi, quien también viajará a Washington para el G-20.

Lula y Berlusconi ofrecerán una conferencia de prensa conjunta en la lujosa Villa Madama de Roma.

Allí explicarán los acuerdos alcanzados para mejorar la coordinación de los mecanismos para impedir que la recesión que se vive ya en EE.UU. y Europa, especialmente en Italia, se haga ingobernable y se transforme en una depresión, como ocurrió en la crisis iniciada en 1929 que desembocó en 1932 en una pérdida de 50 por ciento del Producto Bruto (PBI) norteamericano y en una desocupación del 25% de la mano de obra.

fonte: http://www.clarin.com/diario/2008/11/09/elmundo/i-01799032.htm


o que diz o governo:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Governo assina acordo com Vaticano sem ferir o princípio da laicidade

Luciana Lima
Enviada especial - Agência Brasil


Roma (Itália) - O governo brasileiro assinará amanhã (12) com o Vaticano um acordo diplomático regulamentando a atuação da Igreja Católica no país. O documento ratifica as regras já seguidas pela Igreja, e, de acordo com autoridades brasileiras, não ferem o princípio da laicidade do Estado presente na Constituição Federal.

Estado laico significa estado desvinculado da religião. É um princípio que garante a liberdade e a diversidade de credos.

A proposta foi feita primeiramente pelo Vaticano e começou a ser negociada com o Brasil em outubro de 2006. O ponto mais controverso foi o que trata do ensino religioso nas escolas públicas. Na proposta inicial, o Vaticano queria a inclusão do ensino religioso católico como matéria opcional do ensino fundamental. O governo brasileiro aceitou, mas acrescentou a expressão “outras confissões” ao texto para garantir o respeito a diversidade religiosa no país.

“No acordo não tem malandragem”, disse a diretora do Departamento de Europa do Ministério das Relações Exteriores, embaixadora Maria Edileuza Fontenele Reis, uma das negociadoras com a Santa Sé.

A assinatura do acordo é parte da reunião que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá com o secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone, pela manhã, e será assinado pelo ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim, e pelo secretário para Relações com os Estados do Vaticano, Dominique Mamberti.

O documento tem 20 artigos e trata ainda das isenções fiscais para a Igreja e instituições eclesiásticas. Nessas instituições não estão incluídas as universidades católicas e as instituições de ensino.

O documento também formaliza o respeito ao segredo da confissão e indica que a atividade dos sacerdotes não caracteriza vínculo empregatício. Fica acertado também que os missionários estrangeiros que pretendem atuar no Brasil precisam obter visto para permanência no país.

O documento ainda confirma a proibição do livre acesso de missionário às áreas indígenas brasileiras.

“Hoje, a política da Funai [Fundação Nacional do Índio] é de respeito às comunidades indígenas e sua cultura”, disse a embaixadora do Brasil no Vaticano, Vera Machado.

Outro ponto do acordo estabelece que o patrimônio cultural da Igreja, as igrejas histórias e as obras de arte pertencem também ao governo brasileiro e tanto a Igreja quanto o governo têm a responsabilidade de preservá-lo.

Os casamentos também estão regulamentados no acordo. Para se ter validade civil devem ser registrados em cartório, como já acontece no Brasil. Quando a religião católica era considerada a religião oficial do Estado havia o casamento religioso com efeito civil.

O documento não trata de questões como a influência da Igreja Católica no processo legislativo brasileiro. Nos últimos anos, as discussões sobre temas polêmicos no Brasil, como o aborto, a pesquisa com células tronco embrionárias, o ensino religioso, a união civil entre pessoas do mesmo sexo e a interrupção da gravidez de fetos anencéfalos, fizeram com que a Igreja Católica se coloque como interessada em ser ouvida pelo Legislativo, o Judiciário e pelo próprio Poder Executivo.

De acordo com a embaixadora Vera Machado, o documento não normatiza essa atuação.

“É apenas um documento administrativo, que não muda o que já está definido no Brasil. O acordo avança por estabelecer um único documento com as regras que definem a relação da Igreja com o estado”, explicou a embaixadora.

O Vaticano tem relações diplomáticas com mais de 170 países, sendo que dos países com maioria católica o Brasil é o último a formalizar a atuação da Igreja em seu território.


E-mail: ofimvem@cgmadb.com.br

 www.cgmadb.com.br

 

1